terça-feira, 16 de setembro de 2008






Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo...
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos...
Já expulsei pessoas q amava de minha vida, já me arrependi por isso...
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos...
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri q eles não existem...
Já amei pessoas q me decepcionaram, já decepcionei pessoas q amaram...
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir...
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi...
Já fingi não dar importância às pessoas q amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto...
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir...
Já acreditei em pessoas q não valiam a pena, já deixei de acreditar nas q realmente valiam...
Já tive crises de riso quando não podia... Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva...
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse...
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar..
. Muitas vezes deixei de falar o q penso para agradar uns, outras vezes falei o q não pensava para magoar outros...
Já fingi ser o q não sou para agradar uns, já fingi ser o q não sou para desagradar outros...
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz...
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava...
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade...
Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali"...
Já cai inúmeras vezes achando q não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando q não cairia mais...
Já liguei para quem não queria apenas para ligar para quem realmente queria...
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava...
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo... mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda...
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri q não eram...
Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim...
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre...
Não me façam ser o q não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!...
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão...
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes ...
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
Não me mostre o q esperam de mim, porque vou seguir meu coração!...
Não me façam ser o q não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!...
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão...
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes ...
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Critica de Gianni Nappa sobre o trabalho de Patty Silva.


Patty Silva
Patty Silva tesse un insieme di figure figlie degli stimoli di Haring, di quella figurazione
estrema e essenziale che ridisegnando un nuovo codice figurativo lo spoglia anche del
contesto reale che Patty invece ricostruisce come un mosaico e l’impreziosisce di colori
brillanti e accostamenti che ricordano le tessiture di broccati e una certa aria da murales metropolitano in versione sogno dorato.
C’è sicuramente la voglia di stupire e di stupirsi davanti al sublime della aromaticità e dove l’uomo ne è parte integrante ma non primeggia.Patty Silva tece um conjuto de figuras filhas dos estímulos de Haring, daquela figuração extrema e essencial que redesenha um novo código figurativo e o despe do contexto real,é onde Patty reconstroe como um mosaico e enriquece com cores brilhantes , aderências que recordam a textura dos brocados e uma certa aura dos murais metropolitanos em versão sonho dourado.Há certamente o desejo de pasmar e pasmar-se diante do sublime onde o homem faz parte mas não tem primazia.(critica de Gianni nappa sobre o meu trabalho!)

sexta-feira, 18 de julho de 2008

( fotos da Sala Gemito - Galleria Principe di Napoli onde será realizada a segunda parte da mostra Brasile a Napoli)


Caros amigos,

Tenho o enorme privilégio de comunicar que a MOSTRA BRASILE A NAPOLI fará parte do

FORUM MUNDIAL DA CULTURA PELA PAZ

Esse evento internacional é organizado pela UNESCO, será sediado em Napoli e se estenderá de 2008 a 2013, envolvendo todos os países membros da ONU.

Nosso trabalho terá repercussão mundial.

ARTISTAS

Maria Emilia Amaral

Tabata Bagatim

Cristina Campana

Ana Maria Cardozo

Marcio Casarotti

Angela Cestari

Cilah

Andrea Finocchiaro

Paula França

Beth Marques

Marcos Oliva

Jorge Ramos

Marisa Ribeiro

Patty Silva

Camila Tannus

Regina Viana

Lili Vilela




Apoio cultural

CONSOLATO ONORARIO DEL BRASILE

CLUB UNESCO

COMUNE DI NAPOLI


( fotos da Sala Gemito - Galleria Principe di Napoli onde será realizada a segunda parte da mostra Brasile a Napoli)

sexta-feira, 20 de junho de 2008

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Jardim borboleta palhaço 2

Jardim borboleta palhaço 2
é uma obra de arte com muitas fusões
de cores e de idéias,mostrando um pouco
do surreal,pois nos mostra a metamorfose da lagarta em seu jardim, para uma belissíma borboleta.

Mundo África

Mundo África é uma obra de arte criada para homenagear a belissíma
África,com cores vibrantes e brilho.
o mundo áfrica tem recebido muitos elogios nas mostras que participo.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

A casa

É uma obra de arte criada em cima de sonho,cores e formas,é um equilibrio entre pontilhismo e o abstrato.arte contemporânea.

Movimento hippie

É uma obra de arte com muitas técnicas,cores vibrantes e traços marcantes.arte contemporânea.

Juninho


Juninho é uma obra de arte que fiz em homenagem
ao meu filho caçula Junior e a todas as crianças.

Efeitos coloridos

É uma obra de arte com cores vibrantes,brilho e pontilhismo.
arte contemporânea.

Castelo medieval

É uma obra de arte rica em formas e cores.arte contemporânea.

O sol e o amor

Esta obra de arte é rica em cores,brilho e técnica.
arte contemporânea

quarta-feira, 12 de março de 2008